segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

cartas de Abril

Estou relendo todos os livros dos quais tu me falastes.
Tenho pensando sobre.
Tenho andado meio cansada
As fotos já não me doem mais - tanto. 
Não me lembro exatamente do que tu me disseste na última vez que nos vimos.
Lembro dos teus olhos naquele dia, lembro do tom da tua voz, 
Lembro que queria me dizer alguma coisa e não disse. 
Lembro, até porque escrevi sobre isso uns dois dias depois. 
Te mandei alguns recados - acho que foram meio incompreensíveis, sei lá, pois não tive resposta.
Vi teu nome em algumas listas
E que nome lindo é esse que eu também tenho e que teria de novo para poder usar junto com um ponto final, bem pontuado em tudo o que eu fosse assinar. 
Te escrevi algumas vezes. Recebeu? 
Não que eu quisesse - ou até mesmo, esperasse  - uma resposta ( isso não é o principal).
Talvez, não aches certo continuar esses assuntos. Deixa de lado. 
Mas pensa sobre eles quando tudo está a ponto de explodir. 
Não te escrevi mais desde Abril. 
Abril já foi. 
Já li outros livros.
Já fui a outros lugares. 
Já não falo mais. 
E essas cartas que não tiveram respostas, eu respondi para eu mesma. 
Enfim. 
Ao fim. 
Até que enfim. 

Nenhum comentário: