segunda-feira, 22 de agosto de 2011

dos retalhos


É uma vergonha para mim ainda te desejar e querer te tirar da tua paz te trazendo até mim.
É meu amor, é sim
Te querer em meus braços tão mudados.
Se te guardo, então me calo.
Fico assim, nesse instante calado
Esperando por pedaços. 

Nenhum comentário: